¿Alice¿ tem custo aproximado de R$ 1 milhão por episódio

SÃO PAULO ¿ Gravada em película e finalizada em alta definição, a superprodução Alice, da HBO, tem visual de longa-metragem e aposta em elenco com poucas caras conhecidas.

Carolina Monterisi |

Acordo Ortográfico A série de 13 capítulos teve custo total de quase R$ 13 milhões. Desse valor, cerca de R$ 7 milhões vieram do governo brasileiro, por meio da Ancine. A atração foi realizada em parceria com a Gullane Filmes, que também produziu O ano que meus pais saíram de férias e Bicho de sete cabeças.

Sobre a parceria, o diretor da série, Karim Aïnouz (de O céu de Suely e "Madame Satã") acredita que esse modelo de produção é muito bem vindo no Brasil, pois as emissoras estão acostumadas a produzir tudo o que exibem. Para ele, essa é uma forma de oxigenar a produção audiovisual do País.

Sérgio Machado, parceiro de Karim na direção, diz que fazer a série foi como filmar sete longas. Mas ele, que também dirigiu o longa Cidade Baixa, afirma que a qualidade do trabalho não foi deixada de lado em nenhum momento por causa do pouco tempo.

Andréia Horta, protagonista da série milionária "Alice" / Divulgação

A oito mãos

A química entre Karim e Sérgio é perceptível. Os dois, que dividiram a direção da série com Márcia Faria e Johnny Araújo, concordam que há uma afinidade natural entre eles e, mais importante, as diferenças são complementares. "Um sempre palpita nas escolhas do outro, trabalhamos com interlocução", diz Sérgio.

Karim destaca, no entanto, que a unidade da série também depende de como essa sintonia é executada. Eles contam que montaram durante a produção um "caderno de dramaturgia", onde anotavam como as cenas deveriam ser filmadas. "É uma 'bíblia' de como a série tem que ser, um desenho do olhar", explica Karim.

Leia mais sobre: seriados , HBO

    Leia tudo sobre: seriadotelevisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG