¿Alice¿ estreia no domingo em toda América Latina na HBO

SÃO PAULO ¿ Terceira produção original da HBO realizada no País, Alice estreia neste domingo (21) em todos os canais da emissora na América Latina. A nova série brasileira conta a história de uma jovem que tem a vida transformada depois de mudar para São Paulo.

Carolina Monterisi |

Acordo Ortográfico

Com 25 anos, Alice tem uma vida planejada como a cidade em que vive. Ela trabalha como guia turístico em Palmas, no Tocantins, e está prestes a casar com Henrique, seu noivo há anos.

A estabilidade da jovem é colocada em xeque quando ela vem para São Paulo depois da morte do pai. As pessoas, as festas e as oportunidades na maior e mais caótica cidade do Brasil a seduzem e Alice decide ficar para se arriscar nas novas possibilidades.


Em SP, Alice tenta estabelecer uma relação com sua meia-irmã / Divulgação

"Desde o começo a ideia era fazer uma história que colocasse São Paulo como um personagem na trama", diz Karim Aïnouz, que assina a direção da série junto com Sérgio Machado, Márcia Faria e Johnny Araújo.

Ao invés de optarem por uma abordagem mais realista da cidade, os diretores decidiram retratar São Paulo com um certo encantamento. "Havia o desejo de mostrar o olhar de fora, de alguém que não é da cidade", revela Karim.

Na tela, o resultado é uma visão mais otimista (mas não fantasiosa) de São Paulo. "Todo mundo já sabe da violência. Existem histórias de amor e paixão em todos os lugares", diz Machado.

A série tem treze episódios e a HBO não descarta a possibilidade de uma nova temporada. A estréia será simultânea em toda a América Latina às 22h de domingo e também poderá ser acompanhada pela internet, no site oficial do canal.


O ator Eduardo Moscovis participa de três episódios da série / Divulgação

À procura de Alice

Para encontrar a protagonista da série, foram testadas mais de mil atrizes. Até um mês antes do início das gravações, nenhuma havia sido escolhida. "Procurávamos alguém que transmitisse energia e emoção no olhar, que não fosse só bonita fisicamente", explica o produtor Fabiano Gullane.

A mineira Andréia Horta tinha um contrato com a TV Bandeirantes quando começaram os testes para o papel. Três meses depois, seu trabalho na emissora acabou e, numa madrugada de maio, a atriz fez o teste. Andréia ganhou o papel e no mês seguinte já estava no set. "Tive três semanas de preparação antes de filmar e toda a gravação foi muito desgastante emocionalmente, diz.

Andréia também se considera uma "Alice", pois veio de Minas para a São Paulo com 17 anos para estudar teatro. "Tudo era meio encantador naquela época", lembra. Mas a atriz afirma que não é muito parecida com Alice que interpreta. "Não sou baladeira, nunca fui a festas como as que ela vai", conta.


Andréia Horta foi escolhida entre mais de mil atrizes para viver Alice / Divulgação

Durante as gravações, Karim Aïnouz quis que Andréia se isolasse para que se concentrasse no papel e, no set, todos a chamavam de Alice. Sobre as cenas de sexo, a atriz afirma que enfrentou tudo com naturalidade. "Não tenho essa pegada moral, essa preocupação", revela.

Andréia diz que, ao fim da produção, foi difícil se desligar da personagem. Ela conta que um dia, em sua casa, pensou em ligar para a avó que mora em Palmas. No caso, a avó de Alice, não de Andréia.

Leia mais sobre: seriados , HBO

    Leia tudo sobre: seriadotelevisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG