Aliança com PSDB é importante para 2010, diz Pimentel

Na ofensiva para reverter a decisão da Executiva Nacional do PT de vetar a aliança em Belo Horizonte com o PSDB do governador Aécio Neves, o prefeito Fernando Pimentel (PT) afirmou hoje que a articulação poderá ser importante para a ampliação do arco de alianças do partido nas eleições deste ano e em 2010. De outros partidos políticos, de outras personalidades, não só da cidade, mas do Estado inteiro e até de fora daqui.

Agência Estado |

Porque esse é o caminho que todos querem, é o caminho do entendimento, caminho da conciliação, da ampliação do arco de alianças", disse. "Ele é importante para 2008 e até mesmo para 2010."

Pimentel, que participou da nova sede do Centro de Referência Audiovisual (Crav) de Belo Horizonte, manteve o tom de confronto e classificou a resolução da direção nacional petista de "veto descabido." De acordo com o prefeito, a aliança envolvendo os tucanos e o PSB poderá se configurar como a "maior articulação política que Minas já fez."

Ontem, o diretório municipal petista desafiou a cúpula do partido ao aprovar uma moção de "repúdio e indignação" contra a proibição da aliança e confirmou a indicação do deputado estadual Roberto Carvalho (PT) como candidato a vice na chapa encabeçada por Márcio de Araújo Lacerda (PSB), secretário de Desenvolvimento Econômico no governo Aécio.

O prefeito disse que não trabalha com a hipótese de manutenção do veto à aliança, o que, segundo ele, provocou "uma indignação natural" na militância da capital mineira. Ele também reiterou que o diretório poderá recorrer à Justiça em caso de esgotadas os recursos nas instâncias partidárias. "A hipótese de uma medida jurídica externa é a última com a qual nós vamos trabalhar."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG