Aliados pegam carona no governo nas eleições 2008

BRASÍLIA - De olho nos elevados índices de aprovação popular do governo Lula, deputados do PT querem pegar carona na popularidade do presidente para conquistar prefeituras. Dos 114 parlamentares com assento na Câmara que pretendem disputar as eleições de outubro, 87 são governistas, dos quais, 17 petistas. Juntos, os oposicionistas DEM, PSDB, PPS e Psol articulam a pré-candidatura de 27 deputados.

Congresso em Foco |

Para o líder do PT na Câmara, Maurício Rands (PE), os índices de aprovação ao governo Lula, apontados pelas últimas pesquisas, servem de estímulo para as candidaturas do partido. O governo Lula tem colhido bons resultados e os deputados sentem que a população sabe disso. Há uma identificação com o jeito petista de governar, afirma.

Mas a popularidade de Lula tem atraído não só petistas. Titular de cinco ministérios, a ala governista do PMDB também tenta associar sua imagem à do presidente. Pré-candidato à prefeitura de Belo Horizonte, o deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG) não esconde que pretende divulgar em sua campanha que faz parte da base aliada do presidente.

O governo federal está aberto e com recursos para investir nos estados. Ser candidato aliado facilita no maior acesso a esses recursos, avalia. Apesar de considerarem a ajuda federal bem-vinda, os pré-candidatos admitem que as questões locais é que decidem a eleição municipal

O PMDB é segundo partido com maior número de pré-candidaturas. Dos 92 deputados peemedebistas, 16 se movimentam em direção às urnas em outubro. 

Leia tudo no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congresso em foco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG