Aliado de Sarney volta ao ataque à oposição e causa bate-boca

BRASÍLIA (Reuters) - Os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) protagonizaram nesta quinta-feira novo bate-boca no plenário do Senado, depois que o peemedebista voltou a atacar a oposição como forma de defender o presidente da casa, José Sarney (PMDB-AP). Em discurso, Renan, que é líder do PMDB, leu a representação que seu partido protocolou no Conselho de Ética contra o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), por quebra de decoro parlamentar. Tasso Jereissati saiu em defesa do colega de sigla, e então foi retaliado por Renan.

Reuters |

"Não aponte esse dedo sujo para mim", respondeu o tucano.

Em referência a denúncias de que Tasso teria usado dinheiro da sua cota de passagens aéreas para pagar o combustível de seu jato particular, o líder do PMDB rebateu: "Dedo sujo é dos jatinhos que você anda".

Tasso então respondeu. "O jato é meu, não é dos empreiteiros que o senhor usa", afirmou, acusando ainda Renan de ter lhe dirigido um palavrão, o que poderia resultar em um processo contra o peemedebista por quebra de decoro parlamentar.

Sarney, que preside a sessão, suspendeu os trabalhos do plenário por alguns minutos para que Virgílio tomasse a palavra para apresentar sua defesa.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG