O vice-presidente da República, José Alencar, segue em estado ¿estável¿ e com tratamento clínico, segundo informações divulgadas em boletim médico na tarde deste sábado, pelo hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde Alencar se recupera de cirurgia realizada no último dia 9, para correção de obstrução intestinal causada por tumores abdominais.

Presidência da República

Lula visita Alencar neste sábado


O boletim é assinado pelos médicos Paulo Hoff, Raul Cutait e Roberto Kalil, responsáveis pela equipe que acompanha o vice-presidente.

De acordo com a equipe médica, nos últimos dias, Alencar apresentou alterações clínicas e de exames de imagens e laboratoriais, sugestivos de obstrução parcial.

Pela manhã, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou José Alencar e conversou com o vice-presidente sobre futebol, política e economia. Lula saiu do hospital sem falar com a imprensa.

Luta contra o câncer

Alencar luta contra o câncer há 12 anos. Em 25 de janeiro, o vice-presidente submeteu-se à mais radical intervenção desde a descoberta da doença. Em uma cirurgia de alto risco, com duração de 18 horas, os médicos retiraram tumores do abdome do paciente. Ele ficou 27 dias internado, nove deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Em 12 de maio, exames de acompanhamento mostraram a volta de tumores na região abdominal. Alencar resolveu então submeter-se a um tratamento experimental nos Estados Unidos.

Leia mais sobre: José Alencar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.