Alencar sugere ação de combate à violência no Rio

Em visita ao Rio de Janeiro, o vice-presidente da República, José Alencar (PRB), aproveitou hoje uma homenagem que recebeu da Associação Comercial (ACRJ) para convocar os empresários a liderar um movimento de combate à violência. Todos os brasileiros devem trabalhar pela redução da violência no Rio.

Agência Estado |

Há recursos para isso, é preciso mais vontade", afirmou.

Para o vice-presidente, a estratégia deve começar pela valorização dos salários e da carreira policial. "Acho que tem que haver um engajamento nacional contra a violência. A vocação do brasileiro é pacífica. Isso é uma minoria insignificante que pratica. É preciso um policiamento muito preparado, bem remunerado, para que haja motivação e segurança constante em relação ao futuro, não só do policial, mas da sua família, para que ele tenha condições de nos ajudar a resolver esse problema", disse.

Alencar também afirmou que tem conversado com o presidente Lula sobre a necessidade de melhorar as condições de vida nas favelas, aliando políticas de urbanização e educação. "Eles (os moradores de favelas) não têm culpa. Temos que melhorar as condições deles."

Para Alencar, as soluções encontradas para reduzir a criminalidade no Rio servirão de exemplo para todas as outras cidades do País que sofrem com o mesmo problema.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG