São Paulo - O Hospital Sírio-Libanês informou na manhã deste sábado que ainda não há previsão de alta para o vice-presidente da República José Alencar, internado desde o dia 24 de julho, quando se submeteu a uma cirurgia para desobstrução intestinal.

AE
Alencar sofreu 15ª cirurgia
Na ocasião, os médicos optaram pelo procedimento de colostomia, que consistem na instalação de uma bolsa externa no abdomên para drenagem do intestino.

Segundo o hospital, o quadro de Alencar continua o mesmo desde o dia 29, quando o boletim médico divulgado informava que ele estava bem, mas com "trânsito intestinal ainda não restabelecido totalmente".

Adriano Silva, chefe de gabinete da vice-presidência da República, disse que Alencar está bem e deve viajar para os Estados Unidos na próxima terça-feira (4) para retomar o tratamento experimental contra o câncer.

Luta contra o câncer

Essa foi a 15ª cirurgia a que se submeteu o vice-presidente para combater o câncer, contra o qual luta há 12 anos. Alencar foi internado às 9h40 de sexta-feira (24/07) e passou por exames de imagem e laboratoriais que indicaram a necessidade de uma nova operação.

Na noite de quinta-feira, o vice-presidente havia recebido alta hospitalar, após 14 dias internado para se recuperar de uma cirurgia em que foram retirados dez tumores. Nessa cirurgia anterior, do dia 9 de julho, a obstrução estava localizada no intestino delgado.

Cutait explicou que desta vez a obstrução deu-se no intestino grosso, próximo ao reto, região onde ainda existem alguns tumores. "É uma região que seria muito difícil abordar", afirmou. "Haveria riscos para ele".


Leia mais sobre:
José Alencar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.