Alencar não vê sentido em pedido do DEM contra Lula

O vice-presidente José Alencar disse hoje durante entrevista à Rádio Bandeirantes que não vê como a Justiça Eleitoral vai proibir o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de viajar para inaugurar e lançar as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O Partido Democratas (DEM) entrou ontem com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo que o presidente da República seja proibido de usar as viagens e o PAC para, no entendimento da oposição, antecipar a campanha eleitoral.

Agência Estado |

"Como é que você vai fazer? Não pode trabalhar? Não pode inaugurar obras, avaliar obras em andamento?", espantou-se. "O governo tem de trabalhar. Cada um tem o seu estilo", justificou o vice, enfatizando que o governo Lula precisa continuar a incentivar a produção e o consumo." Para Alencar, "ainda há um certo preconceito" contra o presidente pelo fato de ele ser "um homem simples". Imitando a voz e o jeito de Leonel Brizola (1922-2004) falar, Alencar chegou a repetir uma frase do ex-governador do Rio Grande do Sul e do Rio, que costumava perguntar como é que Lula governaria o Brasil se não estava habituado a "pisar nos tapetes dos palácios" da elite.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG