Tamanho do texto

BELO HORIZONTE - O vice-presidente da República, José Alencar (PRB), disse hoje que é prematuro fazer qualquer análise sobre a influência das eleições municipais de Belo Horizonte nas disputas em 2010. Na capital mineira foi formada uma aliança informal entre o PT (do atual prefeito Fernando Pimentel) e PSDB (do governador Aécio Neves), partidos rivais no cenário nacional, em torno de Márcio Lacerda (PSB), que enfrenta Leonardo Quintão (PMDB), candidato apoiado por Alencar.

"Na política não dá para fazer avaliação precipitada. A política muda muito. Há muita coisa que pode acontecer daqui até 2010, estamos antes de terminar a primeira metade do segundo mandato do presidente Lula", afirmou Alencar, após votar em uma escola do Bairro Mangabeiras.

O vice-presidente elogiou o envolvimento dos eleitores mineiros na disputa e recomendou a eles que continuem com a mesma atenção após o resultado das urnas. "Em BH nunca houve uma disputa que despertou tanto interesse como essa. É preciso que todo esse movimento que se fez pela eleição continue, com a população acompanhando o trabalho do escolhido, para que ele faça um trabalho voltado para elevado interesse do município. Isso é que é importante", assinalou.

(Agência Brasil)