Alencar deixa hospital confiante em tratamento nos EUA

SÃO PAULO (Reuters) - O vice-presidente da República, José Alencar, manteve o bom humor na saída do hospital nesta terça-feira mesmo quando relatou que vai aos Estados Unidos ainda nesta tarde para dar continuidade ao tratamento experimental contra o câncer, com retorno previsto para quarta-feira. Tenho que dar continuidade a esse tratamento experimental, em que eu sou um dos voluntários e que desenvolve um novo medicamento para o câncer. Nós estamos esperançosos que esse medicamento seja capaz de ser eficaz para o nosso caso, disse Alencar a jornalistas ao deixar o Hospital Sírio-Libanês após 11 dias de internação.

Reuters |

O vice-presidente explicou que o remédio, administrado via oral, só pode ser fornecido no próprio hospital de Houston, no Texas, por ainda estar em teste. Também é preciso passar por exames no local.

Ele voltou a dizer que venceu uma batalha na guerra contra a doença e agradeceu os que torcem por seu restabelecimento. "A minha responsabilidade tem crescido muito. Se eu fizer alguma coisa na minha vida que possa pelo menos dar uma demonstração do reconhecimento disso, eu já ficarei satisfeito."

Alencar, de 77 anos, estava internado no hospital desde 24 de julho para realização de uma cirurgia para tratamento de obstrução intestinal, decorrente de nódulos tumorais.

Em janeiro, Alencar passou por uma operação de 17 horas de duração para a retirada de tumores no abdome, mas em maio, no entanto, exames localizaram novos tumores na região e Alencar passou a realizar o tratamento experimental nos EUA. No total, passou por 15 cirurgias em 12 anos.

Questionado sobre a crise no Senado, ele evitou afirmar se o presidente da instituição, José Sarney (PMDB-AP), deveria renunciar ao cargo. "Não podemos nos intrometer numa briga deles", disse.

(Por Carmen Munari e Adriane Piscitelli)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG