O vice-presidente da República, José Alencar (PRB), admitiu, em conversa com o iG na manhã desta sexta-feira, a possibilidade de concorrer ao governo de Minas Gerais. A decisão de disputar mais uma eleição, no entanto, depende de um parecer médico quanto a seu estado de saúde. Se Deus me curar posso ser candidato a alguma coisa, disse Alencar.


Perguntado sobre a possibilidade de disputar o governo mineiro, Alencar respondeu: "este ano só não posso ser candidato a vereador e a prefeito porque não tem eleição municipal".

AE
Lula abraça Alencar durante homenagem

Alencar ao lado de Lula, no fim de 2009

O nome de Alencar como possível candidato ao Palácio da Liberdade surgiu esta semana, como solução para o impasse interno no PT, onde o ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, e o ministro do Combate à Fome, Patrus Ananias, travam uma disputa ferrenha que coloca em risco a aliança nacional com o PMDB que tem o ministro das Comunicações, Helio Costa, como pré-candidato. Segundo fontes do PT, a alternativa foi articulada dentro do Palácio do Planalto e pode ser colocada em prática caso Patrus e Pimentel não cheguem a um acordo. Em caso de entendimento entre os dois pré-candidatos petistas e o PMDB, Alencar deve voltar a disputar uma vaga no Senado.

O vice-presidente negou que esteja participando dos esforços para um acordo em Minas Gerais. "Não sou filiado ao PT nem ao PMDB, mas sou aliado dos dois partidos e torço para que haja um entendimento", disse Alencar.

Com 78 anos de idade, Alencar luta desde 1997 contra um câncer abdominal e nos últimos anos enfrentou diversas cirurgias e tratamentos. 

Leia mais sobre: Alencar - Eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.