Alemanha destaca simbolismo do Nobel com aniversário do Muro

Berlim, 8 out (EFE).- O estado-maior da política alemã destaca hoje o valor simbólico da concessão do Prêmio Nobel de Literatura 2009 à escritora romeno-alemã Herta Müller no 20º aniversário da queda da Cortina de Ferro.

EFE |

"É um sinal maravilhoso que, justo agora, 20 anos depois da queda do Muro", tenha se concedido o Prêmio Nobel uma literatura de "excelente qualidade", enriquecida "com uma experiência de vida que fala de ditadura, opressão, medo, mas também de um valor incrível", disse a chanceler alemã, Angela Merkel.

O presidente alemão, Horst Köhler, destacou o papel de Müller como voz que "em seus escritos sempre se dirigiu contra o esquecimento e defendeu, assim, o valor da liberdade".

Köhler comemorou que a concessão do prêmio coincida com o ano em que "lembramos o final das ditaduras na Europa".

Além disso, o vice-chanceler e ministro de Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, destacou que Müller é um membro da minoria alemã assentada na Romênia, o que reflete "os estreitos vínculos que existem entre Alemanha e Romênia". EFE ih/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG