Aldo procura governadores para se fortalecer na Câmara

O candidato do bloquinho à presidência da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), vai investir na força política dos governadores junto aos deputados. Além de governadores do PSB, como Eduardo Campos (PE) e Cid Gomes (CE), o candidato vai procurar também petistas e os tucanos José Serra (SP) e Aécio Neves (MG).

Agência Estado |

A estratégia foi decidida hoje durante reunião de líderes do bloquinho, que reúne PSB, PDT, PCdoB, PMN e PRB e tem 77 parlamentares. "Os contatos serão ampliados", afirmou Aldo Rebelo.

Seus aliados torcem para que o senador José Sarney (PMDB-AP) confirme sua candidatura ao comando do Senado, pois isso forçaria um segundo turno na Câmara. Na reunião, eles avaliaram que o maior problema hoje do candidato do PMDB, deputado Michel Temer (SP), é justamente a possibilidade de Sarney confirmar seu nome e inviabilizar a candidatura do petista Tião Viana (AC) para a presidência do Senado. Talvez, por isso, a situação de Sarney esteja sendo tratada com cautela pelo Planalto, como forma de evitar uma desarrumação total na sucessão da Câmara.

A eventual eleição de Temer, segundo deputados do bloquinho, fortaleceria o PSDB e o DEM, já que José Serra e o prefeito Gilberto Kassab vem atuando em favor da eleição do peemedebista. Mesmo assim, Aldo ficou de conversar com os dois. Eventuais traições ao candidato do PMDB partiriam do PT, sobretudo da representação paulista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG