Alckmin: PSDB chega mais forte na eleição presidencial

Vai além dos números da última pesquisa Datafolha, que dá 9 pontos de vantagem em favor de José Serra, o otimismo do PSDB. Com a experiência de quem foi derrotado na disputa a presidente, Geraldo Alckmin avalia que a candidatura Serra está muito melhor estruturada do que a dele, em 2006.

Agência Estado |

"Não será eleição fácil, mas temos mais chance", diz.

Hoje, o tucanato lista pelo menos meia dúzia de boas razões para sustentar a expectativa positiva com a candidatura presidencial de Serra. E a primeira não há quem conteste. "Desta vez, o mito Lula está fora da disputa", afirma Alckmin, pré-candidato a governador de São Paulo, frisando que o quadro nacional se inverteu, em uma referência ao PT, da ex-ministra Dilma Rousseff: "Agora, a luta para virar é deles."

Mas a grande aposta de Alckmin, que pode conferir a Serra um capital político inédito no embate com o PT, é a disposição de luta dos partidos da aliança. "A oposição está com gana de ganhar esta eleição e mais consciente de que agora é a hora da vitória", diz o candidato ao governo paulista.

Ele lembra que, mesmo sem estrutura, ainda conseguiu levar Lula ao segundo turno e vencê-lo em 11 Estados e até capitais nordestinas, como Maceió e Aracaju. "Com Serra será diferente", afirma, ao observar que o tucano ainda pode se beneficiar dos erros dos adversários. "E, como eles são muito abusados, a possibilidade de cometerem erros é muito grande." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG