Álbum de duetos lembra os 50 anos de Renato Russo

Marisa Monte cedeu uma fita que tinha em casa; Caetano Veloso, Fernanda Takai, Leila Pinheiro e Laura Pausini toparam colocar a voz em takes que sobraram dos anos 90. De um extinto programa de TV, saíram encontros musicais com Dorival Caymmi e Adriana Calcanhotto.

Agência Estado |

Assim surgiu "Renato Russo - Duetos", que a EMI, gravadora pela qual o cantor e compositor gravou seus trabalhos solo e com a Legião Urbana, está lançando, lembrando os 50 anos de vida que ele faria amanhã.

A realização é do pesquisador Marcelo Fróes, que, passados 14 anos da morte de Renato, segue remexendo em seus guardados atrás de boas 'novas' que agradem aos fãs. As gravações feitas por Renato vão de 1984 a 1995 (a maior parte é de 94 e 95, seus últimos anos de vida). Sete dos 14 duetos são virtuais.

A viagem no tempo começa com "Like a Lover", versão em inglês, lançada nos anos 60 por Sergio Mendes & Brasil 66, de "O Cantador", de Dori Caymmi e Nelson Motta. Renato gravou-a na época de "Equilíbrio Distante", seu disco em italiano, e Fernanda Takai a finalizou no ano passado. "A música é bonitinha. Fiquei com receio de soar triste, melancólico, mas achei que, pelo contrário, ficou luminoso", diz Fernanda. Como os demais, ela foi chamada pela relação de carinho que mantinha com Renato. O Pato Fu de Fernanda era uma banda que Renato acompanhava com muito interesse.

Marisa é parceira de Renato em "Celeste", embrião de "Soul Parsifal", faixa de "A Tempestade" (96), último CD da Legião (a melodia é a mesma e a letra é quase igual). A tal fita, de 93, estava rompida, o que deixou Fróes "com o coração da mão", ele conta. Recuperada, ganhou novo arranjo de Marisa e do produtor Carlos Trilha. Assim como "Like a Lover", é das novidades do CD.

Caetano foi a estúdio fazer o dueto póstumo com Renato em "Change Partners". Pela internet, a italiana Laura Pausini recebeu a voz de Renato em "Strani Amori"; reenviou o arquivo, com a sua voz junto, dois dias depois. A Leila Pinheiro coube "La Solitudine". A cantora brasiliense Célia Porto e a paulistana Cida Moreira colocaram voz em "Come Fa Un’Onda/ Como Uma Onda" e "Summertime".

Duas raridades de 95 foram resgatadas do programa de TV "Por Acaso", de Zé Maurício Machline: Renato cantando com Caymmi seu clássico "Só Louco" e, com Adriana Calcanhotto, "Esquadros". O restante saiu de discos de artistas que dividiram o microfone com Renato. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG