AL recebe relatório sobre possível adulteração de leite

O secretário de Defesa Social de Alagoas, Paulo Rubim, afirmou hoje que recebeu o relatório da Polícia Federal (PF) sobre possível adulteração em três marcas de leite produzidas no Estado. Rubim disse que recebeu ontem o parecer com os laudos do Instituto de Criminalística da PF e que deve instaurar um inquérito policial, caso as irregularidades sejam constadas.

Agência Estado |

Ele afirmou que ainda não teve tempo de analisar o conteúdo do documento, mas adiantou que o resultado da perícia, já divulgado pela PF, constata impurezas na composição do leite fabricado por indústrias de Alagoas.

Segundo o laudo da PF, nas amostras de leite analisadas, foram detectadas as presenças de água, sacarose e uma substância que pode ser soda cáustica. A investigação faz parte da Operação Ouro Branco, desencadeada pela PF, em 2007, em Uberaba, no Triângulo Mineiro, para apurar denúncias de irregularidades na fabricação de leite. Entre as três marcas sob suspeita em Alagoas, estão Valedourado e São Domingos, além de uma terceira que conseguiu liminar na Justiça Federal para não ser citada. A Valedourado negou, em nota, qualquer irregularidade na fabricação do leite. A São Domingos informou que analisará as informações para só depois se manifestar.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG