depoimento da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na comissão de Infra-estrutura do Senado Federal, se ela teria mentido durante a ditadura militar. De acordo com o presidente, o senador é que teria ficado em uma situação delicada." / abafar , diz Lula - Brasil - iG" / depoimento da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na comissão de Infra-estrutura do Senado Federal, se ela teria mentido durante a ditadura militar. De acordo com o presidente, o senador é que teria ficado em uma situação delicada." /

Agripino achou que iria abafar , diz Lula

BRASÍLIA - O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou nesta quinta-feira que o senador José Agripino (DEM-RN) achou que iria ¿abafar¿ ao perguntar, durante http://publicador06.brti.com.br/publicador/sites/materias/Depoimento de Dilma expressou falta de projeto da oposição, diz Bernardo target=_topdepoimento da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na comissão de Infra-estrutura do Senado Federal, se ela teria mentido durante a ditadura militar. De acordo com o presidente, o senador é que teria ficado em uma situação delicada.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |


Abr/ Antônio Cruz
Para Lula, Agripino quis 'abafar'
Eu acho que ele fez o que não deveria fazer. De qualquer forma, um homem com a experiência política dele achou que certamente iria abafar, ou seja, iria colocar a Dilma em uma situação delicada, mas no fundo foi ele que ficou em uma situação delicada, ressaltou Lula.

Lula voltou a elogiar o comportamento democrático do Congresso Nacional durante o depoimento da ministra da Casa Civil. O Congresso se portou de forma civilizada, ou seja, da forma mais democrática possível. E a ministra fez aquilo que tem que fazer, responder ela as perguntas sobre o PAC. As perguntas sobre o dossiê, eu já sabia. Eles vão passar a vida inteira perguntando e nós vamos passar a vida inteira fazendo o nosso cadastramento e o nosso banco de dados, porque temos a obrigação de fazer isso, ressaltou.

No início do depoimento da ministra, na manhã desta quarta-feira, o senador Agripino teria feito uma intervenção, acusando a ministra de ter mentido na época da ditadura militar. No entanto, Dilma afirmou ter orgulho de ter mentido naquela época. Eu me orgulho de ter mentido. Mentir na tortura não é fácil", disse Dilma.

A confusão no Senado

No início de seu depoimento na Comissão de Infra-estrutura do Senado, nesta quarta-feira, Dilma respondeu ao líder do DEM , Agripino Maia, e disse que se orgulha de ter mentido quando foi presa e torturada durante a ditadura militar (1964-1985), período em que não havia liberdade de expressão.

"Me orgulho de ter mentido, o que estava em questão era a minha vida e a de meus companheiros. Aguentar tortura é dificílimo", disse Dilma aos senadores nesta quarta-feira. Presa nos anos 60 por ter participado de movimento contra o regime militar, ela ficou três anos na cadeia.

"Pau de arara, choque elétrico, não há possibilidade de um diálogo. Qualquer comparação só pode partir de quem não dá importância à democracia", rebateu a ministra que disse estar disposta a responder a todas as perguntas que lhe fizerem após sua exposição sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


Leia mais sobre: Dilma - Dossiê - Ditadura

    Leia tudo sobre: dilma rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG