Agricultor é preso no RS após atear fogo no filho

Homem ainda ameaçou a família com uma serra elétrica e está preso na cidade de Santa Cruz do Sul

AE |

O agricultor Joceli José Schulz, de 34 anos, foi preso em flagrante nesta segunda-feira, após atear fogo em seu filho e ameaçar a família com uma serra elétrica, em Sinimbu, no Rio Grande do Sul. Segundo a polícia, Joceli chegou em casa pela madrugada, embriagado, e acordou a companheira e três filhos quando tentava matar o cachorro a machadadas.

Enquanto a companheira tentava acalmar Joceli, ele saiu e colheu um pouco de gasolina, tirada de uma moto que estava na casa. O combustível foi jogado no filho mais velho, de 13 anos. Logo em seguida, Joceli ateou fogo na criança. Após a mulher conseguir controlar as chamas, Joceli ainda torturou o garoto. Cada vez que a companheira, grávida de seis meses, tentava acalmar o suspeito, ela era ameaçada com uma serra elétrica, segundo relato da polícia. 

A mulher, e as duas filhas, de 8 e 10 anos, e o adolescente, que teve queimaduras no rosto e no abdômen, conseguiram fugir após Joceli adormecer. A vítima foi levada para o Hospital Beneficente de Sinimbu e foi transferido para o Hospital da cidade de Santa Cruz do Sul, onde permanece internado. Segundo a polícia, Joceli admitiu o crime, mas não deu explicação sobre o motivo da violência. A polícia acredita que ele cometeu os crimes por estar embriagado. 

Ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Santa Cruz do Sul e será indiciado por tentativa de homicídio qualificado, posse irregular de arma de fogo, crueldade contra animais, e por infringir a lei Maria da Penha.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG