Agressor do baterista do Tokio Hotel terá que pedir perdão a músico

Berlim, 18 fev (EFE).- O homem que agrediu o baterista do grupo alemão Tokio Hotel, Gustav Schafer, em uma casa noturna de Magdeburgo, no nordeste da Alemanha, foi condenado a pagar uma multa de 500 euros e a escrever uma carta pedindo perdão à vítima, informou hoje a Promotoria da cidade.

EFE |

O agressor, de 29 anos, acertou Schafer com uma jarra de cerveja na cabeça. Por causa do golpe, o baterista precisou levar 30 pontos.

Segundo o agente David Jost, Schafer deverá doar os 500 euros a uma organização beneficente.

Apesar dos ferimentos que sofreu, Schafer "não guarda rancor" do agressor, acrescentou o manager.

Além do baterista, o Tokio Hotel, uma das bandas emo mais famosas da atualidade, é integrado pelo vocalista Bill Kaulitz, o guitarrista Tom Kaulitz e o baixista Georg Listing. EFE ih/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG