Agressor de Leona Lewis é detido em Londres

LONDRES (Reuters) - Um homem que confessou ter socado a popstar britânica Leona Lewis enquanto ela autografava cópias de sua autobiografia em uma livraria de Londres foi detido sob o Ato de Saúde Mental na segunda-feira. Peter Kowalczyk, de 29 anos, bateu em outubro na cantora, que venceu o show de talentos da TV britânica The X Factor e cujo single, Bleeding Love, foi um sucesso mundial.

Reuters |

A Corte de Magistrados da Cidade de Westminster de Londres foi informada que Kowalczyk disse "te peguei" ao dar um soco na artista com seu punho direito.

A promotora Melanie Lee disse que Lewis, cujo álbum de estreia "Spirit" vendeu mais de 6,5 milhões de cópias no mundo todo, ficou com um inchaço e vermelhidão no rosto.

"Fiquei completamente devastada com esse ataque", disse Lewis em um comunicado lido por uma testemunha ao tribunal.

"Agora estou com muito medo de sair em público e não sei de onde virá o próximo ataque e se ele será mais grave do que o que aconteceu".

O juiz distrital Howard Riddle mandou que o esquizofrênico Kowalczyk, que admitiu o ataque, permanecesse no hospital por tempo indeterminado, divulgou a Press Association.

"É isso o que aconteceu quando você não toma seus remédios. Uma mulher agora está devastada", disse.

(Reportagem de Michael Holden)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG