Agentes penitenciários de MG entram em greve

Os agentes penitenciários de Minas Gerais anunciaram neste sábado que estão em greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada ontem, durante uma assembleia. A categoria pede aumento salarial e gratificações.

Agência Estado |

Segundo o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Minas Gerais (Sindasp-MG), cerca de 7, dos 16 mil funcionários do Estado, aderiram a paralisação.

O sindicato informou que, atualmente, um agente penitenciário recebe aproximadamente R$ 1.550. O objetivo é elevar o salário para R$ 1.800, mesmo valor recebido pelas policias civil e militar. Além disso, os profissionais reivindicam cumprir carga horária de 40 horas semanais.

A Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) informou que a categoria teve reajuste salarial acumulado de 77,54%, entre julho de 2004 e setembro de 2009. O órgão afirmou que o governo de Minas Gerais está impedido de realizar aumento nas despesas com pagamento de pessoal, devido as "graves consequências da crise econômica internacional".

De acordo com a Suapi, os presos não receberam visitas em duas das 93 unidades prisionais. Em outra unidade as visitas foram parcialmente realizadas.

Leia mais sobre greve

    Leia tudo sobre: greve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG