Agentes de escolta e vigilância penitenciária do Centro de Detenção Provisória de Hortolândia, município paulista da região de Campinas, capturaram na sexta-feira um pombo com uma pequena bolsa amarrada a seu corpo, na qual havia um aparelho de telefone celular.

De acordo com informações da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP), a ave foi capturada na muralha da unidade prisional. Para atrair o pombo, os agentes usaram iscas de pão.

Não é a primeira vez que um pombo é usado na tentativa de fazer telefones celulares chegarem dentro das penitenciárias paulistas. Dois pombos foram usados para levar os aparelhos para uma unidade prisional em Sorocaba, em março .

A polícia capturou as aves, que levavam pequenas bolsas amarradas ao corpo com peças de telefones celulares. Em junho do ano passado, uma mulher foi abordada pela polícia e estava com dois pombos. Ela informou que as aves levariam alimentos aos presos.

Leia mais sobre: pombo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.