Agendamento para marcar inspeção inicia com falhas em SP

SÃO PAULO - O agendamentos da inspeção veicular ambiental para motos e carros movidos a gasolina, álcool e gás começou com falhas operacionais que impediram os proprietários de marcar o teste. Os problemas levaram a Prefeitura a advertir formalmente a Controlar, concessionária responsável pelo programa.

Agência Estado |

Nesta segunda-feira, início do agendamento para veículos com placa de final 1, a página da empresa na internet ficou indisponível durante a maior parte do dia. No meio da tarde, por telefone, um funcionário do call center da concessionária explicava que o sistema estava inoperante. Segundo a Controlar, os problemas surgiram porque houve muita procura.

Neste ano, a inspeção ambiental é obrigatória para 2,6 milhões de veículos, incluindo toda a frota movida a diesel, as 770 mil motos registradas na capital e 1,5 milhão de carros fabricados a partir de 2003. Para agendar a inspeção, o proprietário do veículo tem de acessar a página na internet da Controlar  para imprimir uma guia para pagamento da taxa de inspeção (R$ 52,73). Após 72 horas é possível agendar o teste.

Quem não aderir à inspeção ambiental terá o licenciamento bloqueado e estará sujeito a multa de R$ 550, se flagrado na fiscalização. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: inspeção veicular  

    Leia tudo sobre: inspeção veicular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG