A partir da próxima semana, a dificuldade para agendar horários para a emissão de passaporte deverá ser menor na capital paulista, mas o serviço só estará normalizado na segunda quinzena do mês. A lentidão começou em fevereiro, com o processo de substituição da empresa responsável pelo serviço.

"Já teremos uma disponibilização expressiva de horários na internet na semana que vem", afirma o delegado Diógenes Perez de Souza, chefe do Núcleo de Passaportes da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo.

Quem tentou agendar a emissão de passaporte pela internet nesta semana só encontrou horários para maio. Até o ano passado, era possível conseguir horários logo para o dia seguinte. "Daqui a duas semanas, quando concluirmos essa fase, pretendemos voltar a esse padrão", diz o delegado.

Para os que pretendem viajar nas próximas semanas, a orientação é ir à superintendência, mesmo sem agendamento, levando os documentos necessários, além de um comprovante da urgência da viagem. É o caso da família Fujita: Ubiratan, a irmã Jade e a mulher Michele têm emprego garantido no Japão. Como não conseguiram agendar pela internet, foram direto à PF. No primeiro dia, não conseguiram ser atendidos. "Fomos no dia seguinte e deu tudo certo." Seis dias depois, saíram de lá com os passaportes nas mãos.

Quem já tinha horário agendado para as próximas semanas será atendido normalmente. Enquanto isso, o agendamento pela internet continua oferecendo vagas, ainda que em número menor, até que o serviço se normalize. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.