AGENDA POLÍTICA-Lula vai a Pequim; Petrobras pode enfrentar CPI

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia nesta sexta-feira um giro por três países, que começa pela Arábia Saudita, passa pela China e depois a Turquia. Ele ficará fora do país até o sábado, dia 23. Lula aproveitará a viagem para assinar atos de cooperação bilateral com o presidente chinês Hu Jin Tao e também participará de encontros com empresários locais e brasileiros durante a visita.

Reuters |

Em abril, a China tomou pela primeira vez o lugar dos Estados Unidos como maior parceiro comercial do Brasil.

Após Pequim, Lula parte para Istambul, na Turquia. No país, ele tem encontro com o presidente Abdullah Gül e com outras autoridades do alto escalão turco.

No mesmo período, no Congresso Nacional, a expectativa é que se decida se será instalada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar no Senado supostas irregularidades cometidas pela Petrobras.

Entre as investigações está a manobra tributária realizada pela estatal que reduziu o seu saldo de imposto de renda a pagar.

Na pauta da Câmara dos Deputados está de volta a votação do projeto de lei que cria o cadastro positivo de consumidores e a medida provisória enviada pelo governo sobre a criação do programa habitacional para a construção de um milhão de casas populares para a famílias de baixa renda.

Veja, a seguir, os principais acontecimentos políticos da próxima semana.

SÁBADO, 16 E DOMINGO, 17

-- O presidente Lula estará em Riad, na Arábia Saudita, para encontro com o rei Abdullah bin Abdulazziz al Saud, quando assina atos e tem encontro com empresários sauditas e brasileiros.

SEGUNDA-FEIRA

-- Ao final da manhã, Lula chega a Pequim e tem encontro com o colega Hu Jintao, seguido de jantar privado.

-- No Rio de Janeiro acontece o 21o Fórum Nacional promovido pelo Instituto Nacional de Altos Estudos. Abre o fórum o presidente do BNDES, Luciano Coutinho. A convidada especial do evento é a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). Durante o encontro, discursam os ministros Guido Mantega (Fazenda), Edison Lobão (Minas e Energia), Sérgio Rezende (Ciência e Tecnologia) e Paulo Bernardo (Planejamento).

TERÇA-FEIRA

-- Lula participa da cerimônia de abertura do Centro de Estudos Brasileiros na Academia de Ciências Sociais da China e em seguida estará no encerramento de encontro empresarial na sede do Banco de Desenvolvimento da China. Depois, almoça com empresários brasileiros e chineses e, mais tarde, tem reunião de trabalho com o presidente Hu Jin Tao.

-- Na Câmara dos Deputados, está prevista reunião de líderes para discutir a reforma política. Na pauta do plenário, consta a votação do projeto de lei que cria o cadastro positivo de consumidores e a medida provisória 459 sobre a criação do programa habitacional "Minha Casa, Minha Vida" que visa a construção de 1 milhão de casas populares para a população de baixa renda.

QUARTA-FEIRA

-- Pela manhã, Lula tem seu último compromisso na China com a visita à Academia Chinesa de Tecnologia Espacial. Depois, o presidente Lula parte de Pequim para Istambul, na Turquia, onde chega no mesmo dia.

QUINTA-FEIRA

-- Lula visita sítios históricos de Istambul. Em seguida, participa de encerramento de encontro empresarial.

SEXTA-FEIRA

-- Ainda na Turquia, Lula parte de Istambul para Ancara. Ao chegar na capital, participa da cerimônia oficial de chegada, seguida de encontro com o presidente da Turquia, Abdullah Gül. Encontra ainda o primeiro-ministro, Recip Erdorgan, e o presidente do Parlamento, Köksal Toptan. Mais tarde, inaugura o Centro de Pesquisa e Estudos Latino-Americanos na Universidade de Ancara.

(Reportagem de Ana Paula Paiva; Edição de Carmen Munari)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG