RIO DE JANEIRO ¿ As fortes chuvas que atingem o Rio de Janeiro há pelo menos uma semana deixaram um rastro de destruição por todo o Estado. Cidades como Rio Bonito, nas Baixadas Litorâneas, e Campos, no Norte Fluminense, foram arrasadas e decretaram estado de emergência. O governador Sergio Cabral, no entanto, mesmo com esse cenário, não fez nenhuma visita às cidades.

Acordo Ortográfico Adriana Ancelmo Cabral, primeira dama do Estado e presidente de honra do programa social Rio Solidário, visitou o município do Norte Fluminense nesta terça-feira e anunciou uma ajuda de R$ 30 a 40 milhões em obras emergenciais. Nesta quinta-feira, ela visitou Rio Bonito para avaliar os estragos causados pelo mau tempo.

Divulgação
rb

Em Rio Bonito, água chegou a níveis críticos

A assessoria de imprensa de Sergio Cabral informou que o governante possui muitos compromissos na agenda, não podendo estar presente nos locais atingidos pelas fortes chuvas, sendo representado pela primeira dama Adriana Cabral. Estiveram presentes nos locais ainda o secretário estadual de Saúde Sérgio Côrtes, a secretária de Assistência Social Benedita da Silva, além de Marilene Ramos, secretária estadual de Meio Ambiente.

Nesta quinta-feira, Cabral se encontrou com o presidente Lula, que fez visita ao Rio de Janeiro para anunciar o lançamento do projeto Território da Paz, no Complexo do Alemão.

Leia mais sobre: chuvas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.