Agência solicita à concessionária explicação sobre transtornos em metrô do Rio

A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) encaminhou um ofício à concessionária Metrô Rio solicitando informações sobre os problemas registrados nesta terça-feira nas linhas 1 e 2.

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

No documento, a agência solicita detalhes, em um prazo máximo de 48 horas, sobre os atrasos ocorridos na liberação de trens para a operação. A Agetransp pediu, ainda, informações sobre as providências adotadas para a normalização do sistema metroviário.

Ao longo desta terça-feira, passageiros enfrentaram transtornos nas linhas 1 e 2 do metrô. Os problemas aconteceram um dia após a inauguração da estação em Ipanema e da conexão direta Pavuna-Botafogo. 

Pela manhã, alguns passageiros chegaram a ser impedidos de entrar na estação da Pavuna, na Linha 2, para que as plataformas não ficassem ainda mais cheias. Os seguranças foram controlando o acesso e, conforme partiam os trens, mais pessoas chegavam à plataforma de embarque.

Na Glória, na Linha 1, alguns idosos passaram mal e diversas pessoas reclamaram da confusão. Com a conexão direta inaugurada ontem, a estação do bairro é utilizada com ponto de transferência para os passageiros que vêm da Pavuna e seguem para a zona sul.

O metrô estava muito cheio e demorou muito tempo para sair. Depois até começou a andar rápido, mas, como estava lotado, as pessoas começaram a passar mal, disse ao iG o mensageiro Jonathan da Silva, que pegou o trem na Pavuna e seguiu direto para a estação Carioca, no Centro. Pode ser que a situação se normalize, mas, até lá, quem depende do metrô para trabalhar vai sofrer muito. Me senti uma cobaia, reclamou.

De acordo com a assessoria do Metrô Rio, os problemas da manhã desta terça-feira foram causados porque algumas composições demoraram para entrar em operação. Os trens precisaram ficar mais tempo no centro de manutenção para reparos. Essa situação somada ao novo sistema iniciado hoje acabou gerando o transtorno.

Para reduzir os transtornos causados aos passageiros, o Metrô Rio estendeu a viagem completa entre Pavuna e Botafogo das 16h até o fim do horário de funcionamento do metrô, à meia-noite.

* com colaboração de Carmen Moreira

Leia mais sobre: metrô

    Leia tudo sobre: metrô

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG