AFP e escola japonesa Bunka lançam serviço para universidades

A famosa escola de moda japonesa Bunka Gakuen e a Agence France-Presse anunciaram nesta terça-feira o lançamento de um serviço que colocará todas as informações e os arquivos da agência à disposição das universidades e institutos educativos do Japão.

AFP |

A produção da AFP será utilizada com fins pedagógicos, para pesquisa e em publicações para docentes e estudantes, anunciaram o presidente da Bunka Gakuen, Sunao Onuma, e o diretor da AFP, Pierre Louette, em entrevista à imprensa em Tóquio.

Este novo serviço, chamado AFP World Academic Archive (AFP-WAA), incluirá as notícias da agência em inglês, francês, espanhola e alemão, assim como fotos, vídeos, infográficos animados, e acesso a arquivos.

A escola se encarregará da promoção e da venda deste serviço a outras instituições universitárias japonesas. Onuma é também presidente da Associação de Universidades Privadas do Japão, que reúne 380 instituições.

Bunka Gakuen inclui uma escola de moda, uma universidade reservada para mulheres e um instituto de idiomas. Esta é uma das escolas de moda mais prestigiosas do mundo, onde estudaram entre outros Kenzo Takada e Yohji Yamamoto.

"Graças à sua experiência de quase 175 anos, a AFP considera que pode contribuir muito para a educação, não somente como fonte de informações como também com outros instrumentos que interessam aos jovens, facilitando e incentivando o aprendizado", disse Pierre Louette.

Onuma disse que, com esta nova base de dados, os estudantes poderão "ter o mundo ao vivo nas salas de aula". Ele acrescentou que a AFP-WAA será acessível a partir de 2009 aos docentes, professores e participantes das universidades.

A AFP, cujas origens remontam a 1835, é a agência de notícias mais antiga do mundo e emprega atualmente mais de 2.000 jornalistas em mais de 180 países e territórios.

A AFP oferece serviço completo nas principais línguas e tem cinco chefias de redação (Hong Kong, Washington, Montevidéu, Nicósia e Paris). Os arquivos da AFP contam atualmente com mais de oito milhões de fotos. No Japão, suas informações são transmitidas a jornais, rádios, canais de televisão e outros meios por meio da agência japonesa Jiji Press.

mn-oh/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG