A decisão de afastar Agaciel Maia do cargo de diretor-geral do Senado foi tomada ontem à noite em conversa entre ele e o presidente do Casa, José Sarney (PMDB-AP). No encontro, constatou-se que a pressão dos partidos de oposição no Senado foi intensificada e as denúncias contra Agaciel Maia continuariam em evidência.

Assumirá o cargo interinamente, até a escolha definitiva do substituto, o atual diretor-geral adjunto da Casa, Alexandre Gazineo.

Encarregado de gerenciar um orçamento de R$ 2,7 bilhões este ano, Agaciel teria registrado em nome de seu irmão, o deputado João Maia (PR-RN), uma casa de 960 metros quadrados, onde mora, avaliada em R$ 5 milhões, segundo reportagem da "Folha de S. Paulo". O deputado não declarou o imóvel nem à Receita Federal nem à Justiça Eleitoral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.