Aeroportos têm poucos atrasos na volta do feriado

Na volta do feriado prolongado do Dia do Trabalho (1º de Maio), os principais aeroportos do País registram baixo índice de atraso de vôos. Das 1.

Agência Estado |

280 aeronaves previstas para decolar ou aterrissar, 38 (3%) estavam com atraso na última meia hora, engrossando a fatia verificada ao longo do dia de 258 (20,2%) de vôos que não cumpriram a programação adequadamente. Um total de 41 vôos, ou 3,2%, acabou sendo cancelado. O parâmetro de que o índice é baixo foi dado pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), que, na última quarta-feira, considerou como tal os atrasos em Brasília (14%), Congonhas (2,3%), Guarulhos (4%) e Galeão (2,7%). Para o feriado, a previsão era a de um aumento médio de 9% na movimentação de entrada e saída dos aeroportos do País.

No Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, havia dois (1,3%) vôos com atraso superior a meia hora até as 19 horas e 15 (9,9%) com atrasos ao longo de todo o dia. Um total de nove (5,9%) foram cancelados, segundo informações divulgadas no site da Infraero. Estavam previstas para circular no local 152 aeronaves. No Aeroporto Internacional Governador Franco Montoro, em Guarulhos, também na grande São Paulo, dos 194 aviões previstos para decolar ou aterrissar até o mesmo horário, 22 (11,3%) estavam com atraso ao longo do dia, seis (3,1%) na última meia hora e dois (1%) haviam sido cancelados.

No Rio de Janeiro, também de acordo com a Infraero, dos 134 vôos previstos para passarem pelo Aeroporto do Galeão até as 19 horas, 16 (11,9%) foram cancelados, dois (1,5%) estavam com atraso superior a meia hora das 18 horas às 19 horas e 19 (14,2%) sofreram atrasos ao longo do dia. No Santos Dumont, o cronograma contava com a circulação de 37 aeronaves, das quais nenhuma apresentou atraso na última meia hora e apenas uma não cumpriu o horário ao longo do dia - duas (5,4%) foram canceladas. Em Brasília, os atrasos da última meia hora chegaram a cinco vôos (5%), engrossando a fatia de 44 (44%) verificada ao longo do dia. Dos 100 vôos previstos, quatro (4%) foram cancelados.

Em relação às companhias, ainda de acordo com o site da Infraero, a TAM e a Gol registram atrasos em 14 pousos e decolagens cada uma na última meia hora. Para a primeira, isso significa uma fatia 2,7% dos 516 vôos previstos, enquanto, para a segunda, 3,1% dos 446 vôos programados. A Varig ficou em terceiro lugar, com cinco (4,1%) aeronaves fora do cronograma na última meia hora de um total de 123. A OceanAir registra atrasos das 18h30 às 19 horas de apenas uma aeronave, ou 1,9% das 53 previstas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG