Aeroportos registram 27,4% de atrasos em voos internacionais

Índice é superior ao registrado no domingo, quando houve o pico de problemas. No total dos voos do País, 24,8% sofreram atrasos

iG São Paulo |

A situação nos aeroportos brasileiros seguiu complicada nesta terça-feira e ficou pior que o registrado no último domingo (21%). Ainda sofrendo reflexos da forte nevasca que atinge a Europa, os terminais internacionais do País registraram, às 22h, 27,4% de atrasos, com 51, das 186 operações programadas desde a meia-noite, fora do horário, segundo informações da Empresa Brasileira Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Nesta terça-feira, a TAM registrou atraso em 18 dos seus 44 voos internacionais. De acordo com a assessoria de imprensa da empresa, os atrasos são em decorrência do mau tempo na Europa. Os voos para as capitais Madri, Paris, Frankfurt e Milão operam normalmente, segundo a empresa.

Na segunda-feira, a companhia informou que os passageiros que não puderam embarcar para Londres no período em que o aeroporto britânico esteve fechado serão reacomodados, sem cobrança de taxas, nos voos regulares que saíam a partir de ontem de Guarulhos e, a partir desta terça-feira, do Galeão.

Futurapress
Movimentação intensa no terminal de Congonhas, em São Paulo

Voos domésticos

Nos voos domésticos a situação também foi problemática. Das 2490 operações programadas, 617 registraram algum tipo de atraso, resultado equivalente a 24,8% do total. No Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo), às 22h, das 209 operações, 67 apresentaram atrasos superiores a trinta minutos. No terminal de Congonhas foram registrados 46 atrasos, num total de 238 operações, índice de 19,3% de horários não cumpridos.

No Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro, havia 30 voos atrasados de um total de 120, o que representa 25% de acordo com a Infraero. Já no Aeroporto Santos Dumont, 14% dos voos atrasaram. Dos 164 previstos, 23 apresentaram algum problema. Segundo a Infraero, 20,1% foram cancelados.

Companhias

Entre as empresas aéreas, a Webjet foi a que teve o maior índice de atrasos, com 30,1%. Das 136 partidas programadas, 41 não cumpriram o horário. A TAM ficou em segundo lugar, com índice de 29,6%, com problemas em 241, dos 814 voos. Já a Gol apresentou 26,4% de atrasos, em 211, das 799 operações programadas.

Greve

Os problemas de atrasos acontecem na mesma semana em que os aeronautas e aeroviários pretendem realizar uma greve nos terminais de todo o País, por conta de um empasse salarial, no qual as empresas não aceitam o reajuste de 15% nos salários dos aeronautas e 13% para os aeroviários. As empresas - representadas pelo Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) - não querem avançar além do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), de 6,08%, acumulado dos últimos 12 meses (até novembro). Para conter esse problema, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, recomendou que ambas as partes se reunissem nesta terça-feira, mas o impasse entre as classes persiste.

*Com informações do iG Rio de Janeiro e Agência Estado

    Leia tudo sobre: voosaeroportosinternacionalatrasos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG