Terminais brasileiros ainda sofrem reflexo por conta da forte nevasca que atinge a Europa

Um dia após os aeroportos do País registrarem 21% de atrasos nos voos internacionais, a situação é melhor nos terminais brasileiros nesta segunda-feira. Das 183 partidas internacionais programadas entre meia-noite e 22 horas, 36 registraram algum tipo de atraso, o índice é equivalente a 19,7% do total, de acordo com informações da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Sete voos foram cancelados.

Segundo a Infraero, a forte nevasca que atinge a Europa ainda impacta nas chegadas e decolagens em aeroportos europeus causando reflexos também nos terminais brasileiros, em especial em Guarulhos, na Grande São Paulo. Dos 101 voos internacionais programados para o aeroporto entre a meia-noite e as 22 horas, 21 estavam fora do horário, equivalente a 20,8% do total de operações.

Passageiros aguardam embarque no aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, nesta segunda
AE
Passageiros aguardam embarque no aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, nesta segunda
Nos voos domésticos, a Infraero registrava 16,2% de atrasos até as 22h. Dos 2469 voos previstos, 399 não partiram no horário. Outros 84 tinham sido cancelados. A companhia Webjet foi a que apresentou a maior porcentagem de atrasos, com 46% das operações fora do horário. Dos 137 voos previstos, 63 registravam algum tipo de atraso. Seguida pela TAM, com 20,3%. Às 22h, das 809 partidas, 164 operações não foram realizadas no horário agendado.

A situação nos voos domésticos no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, também era complicada. Das 212 partidas programadas, 60 delas apresentaram algum tipo de atraso, equivalente a 28,3% do total das operações. Em Congonhas, dos 238 voos domésticos, 25 partiram fora do horário, índice de 10,5%.

No Rio de Janeiro, o Aeroporto Santos Dumont, no Centro da cidade, registrou até as 22h desta segunda-feira 12,1% de atrasos. Dos 165 previstos, 20 apresentaram problemas. Houve 16 cancelamentos, de acordo com a Infraero. Já no Aeroporto Internacional Tom Jobim são 19 voos, de um total de 116, com algum tipo de atraso, o que representa 16,4%. Houve dois cancelamentos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.