Aeroportos do Rio de Janeiro operam com auxílio de instrumentos

Os aeroportos Santos Dumont e do Galeão, no Rio de Janeiro, operam com o auxílio de instrumentos para pousos e decolagens na manhã desta sexta-feira por causa do mau tempo que atinge a capital fluminense desde o início da noite de quinta-feira. De acordo com a Infraero, a medida não atrapalha o funcionamento dos aeroportos, que não registram atrasos em seus voos.

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

Em virtude do mau tempo, a Defesa Civil Municipal do Rio está em estado de atenção. Segundo o órgão, nenhuma ocorrência grave foi registrada até o momento. Em caso de emergência, a população deve ligar para a Defesa Civil no telefone 199, que funciona 24 horas.

A chuva que ainda atinge alguns pontos do Rio também complica o trânsito na capital fluminense. De acordo com a Coordenadoria de Vias Especiais da Prefeitura do Rio, a Avenida Brasil está com trânsito lento desde Jardim América até o Caju, no sentido Centro.

Há congestionamento também na Linha Vermelha, no trecho entre São João de Meriti e São Cristóvão. O panorama é o mesmo na Ponte Rio-Niterói, na pista em direção ao Rio, da grande reta até o acesso ao Elevado da Perimetral.

Deslizamento

O temporal que atingiu o Rio provocou estragos no município de Angra dos Reis, no litoral Sul do Estado, na noite de quinta-feira. A rodovia Rio-Santos (BR-101) ficou fechada no trevo Angra-Getulândia por causa de um deslizamento de terra e queda de barreiras. Ninguém ficou ferido.

Durante à noite, técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), com a ajuda de geólogos, avaliaram a situação na estrada, onde houve erosão no asfalto. Na manhã desta sexta-feira, o trânsito foi liberado em meia pista para a passagem de veículos leves.

A Defesa Civil Municipal de Angra dos Reis avaliam os estragos causados em outras áreas da cidade. De acordo com o Sistema Alerta Angra, choveu no município o equivalente a 60 milímetros cúbicos em uma hora, o que é considerado um índice pluviométrico muito alto.

Na virada do ano, a cidade de Angra dos Reis foi atingida por um temporal que resultou na morte de 53 pessoas - 21 no Morro da Carioca, no centro, e outras 32 na Enseada do Bananal, em Ilha Grande.

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvachuvasmeteorologia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG