O número de atendimentos na manhã desta terça-feira no hospital de campanha da Aeronáutica montado na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, já supera o total da manhã de ontem.

De acordo com o setor de comunicação da Aeronáutica, no primeiro dia de funcionamento o hospital recebeu 20 pacientes a mais que sua capacidade, estipulada em 400 por dia, e 60% dos atendimentos foram diagnosticados como dengue.

Por conta da falta de leitos nas redes pública e particular, nove pessoas dormiram no hospital de campanha. Três foram transferidos até as 10 horas da manhã, e seis ainda aguardam vagas. A aeronáutica teme que o excesso de pacientes cause "a degradação do padrão de qualidade". O movimento nas tendas é intenso e muitos dos pacientes são pessoas de classe média que não encontraram atendimento adequado nas redes pública e privada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.