Depois de cobrar respostas em relação ao metrô de Belo Horizonte, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), criticou hoje o governo federal pela falta de investimentos no Anel Rodoviário da capital. O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, decretou estado de calamidade pública na via, em razão do grande número de acidentes.

O decreto, publicado hoje, vai permitir a realização de obras emergenciais e a instalação de radares e outros equipamentos de controle de tráfego sem licitação.

"Eu apoiei o prefeito Márcio Lacerda, é lamentável que nós não tenhamos tido os investimentos necessários no Anel, é uma área de responsabilidade do governo federal", disse Aécio, ao autorizar o início das obras de reforma e ampliação do Estádio Henrique Nogueira, em Sete Lagoas (MG).

"As cobranças têm sido permanentes e não havendo uma resposta do governo federal, o prefeito Márcio me procurou. Concordei com ele, inclusive homologuei o seu decreto de calamidade. O Estado o acompanha".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.