O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), assinou hoje um decreto que reduz de oito para seis horas a jornada diária de trabalho dos servidores efetivos que irão trabalhar no novo centro administrativo do Estado. Batizado de Cidade Administrativa, o novo centro foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e será inaugurado no próximo dia 4, data em que se comemora o centenário do nascimento de Tancredo Neves.

Um total de 16.322 mil servidores estaduais serão transferidos e poderão ser beneficiados com a medida. O efetivo representa 5,2% do total de aproximadamente 310 mil servidores da ativa. A redução de jornada de trabalho não implicará perda de salário.

Uma lei de autoria do governador (18.710), que estabeleceu que o Poder Executivo poderá reduzir em até 25% a jornada de trabalho dos servidores na Cidade Administrativa, foi aprovada pela Assembleia Legislativa no início do ano. No caso dos servidores comissionados, a redução da carga horária será definida pelos dirigentes de órgãos ou entidade. A medida será válida até o fim do ano.

"Estou assinando hoje um decreto que será publicado amanhã e que permitirá a redução da carga horária para esses servidores de oito para seis horas corridas durante o ano de 2010", disse Aécio. "Para que haja uma adaptação natural, garantindo a mesma remuneração e a mesma eficiência".

O projeto de redução da jornada de trabalho e outros referentes ao funcionalismo público que foram encaminhadas ao Legislativo pelo governador no fim do ano já foram tachadas de eleitoreiras por setores da oposição na Assembleia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.