Aécio pedirá a Jobim voos diretos apenas em Confins

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), vai se reunir na próxima semana com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, para pedir que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não libere voos diretos para o aeroporto de Pampulha, em Belo Horizonte. Temos uma posição muito clara contrária à liberação do aeroporto da Pampulha para voos diretos, afirmou.

Agência Estado |

Aécio esteve hoje em Brasília para participar da solenidade em que a Agência de Comércio e Desenvolvimento dos Estados Unidos (USTDA) doou ao governo mineiro US$ 573 mil para estudos de modernização do Aeroporto Internacional Tancredo Neves - Confins, na região metropolitana da capital mineira.

Aécio defendeu que os voos diretos sejam feitos para Confins, deixando Pampulha, que fica no centro de Belo Horizonte, com as operações regionais. "(Pampulha deve ficar com) Voos que possam ir a outros Estados, mas com escalas no interior de Minas Gerais. Não voos diretos. Esses devem sair de Confins por uma razão óbvia: no momento em que transferimos todos os voos diretos de fora de Minas para o aeroporto de Confins, nós viabilizamos os voos internacionais", argumentou o governador. Segundo Aécio, hoje já partem 54 voos semanais de Confins para o exterior.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG