Aécio Neves propõe reajuste salarial a servidores

Faltando cerca de duas semanas para o início do recesso parlamentar, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), encaminhou à Assembléia Legislativa projetos de lei que reajustam os salários de 62 carreiras do Executivo e vencimentos de servidores da Universidade do Estado (UEMG) e Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). A estimativa é que, se aprovados, os projetos causarão um impacto financeiro anual de R$ 47,4 milhões.

Agência Estado |

Hoje foi encaminhado o projeto que beneficia um total de 19.531 servidores, com impacto financeiro calculado na folha de pagamento de R$ 16,3 milhões por ano. Conforme o governo mineiro, o aumento proposto é de 5% e contempla servidores que desde 2006 não foram beneficiados com reajuste do vencimento básico ou concessão de vantagens. Em comunicado, o governo estadual argumenta que "ao longo dos últimos cinco anos" vem "adotando uma série de medidas para resgatar as perdas salariais históricas do funcionalismo".

A maioria dos contemplados exerce as funções de auxiliares, técnicos ou gestores, vinculados às secretarias de Defesa Social, Agricultura e Pecuária, Ciência e Tecnologia, Cultura, Desenvolvimento Econômico e Social, Transportes e Obras Públicas, Gestão, Planejamento.

O presidente da Assembléia, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), prometeu dar celeridade à tramitação, para que os projetos possam ser votados antes do recesso. A Secretaria de Estado de Planejamento assegura que existe dotação orçamentária suficiente para atender as projeções de aumento dos gastos com pessoal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG