SÃO PAULO (Reuters) - O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), anunciou nesta quinta-feira sua desistência de concorrer à Presidência da República em 2010, deixando o caminho livre para a candidatura do governador José Serra (SP), líder nas pesquisas de intenção de voto. Ao deixar a condição de pré-candidato à Presidência da República, permito-me novas reflexões ao lado dos mineiros sobre o futuro, independente de nova missão política que por ventura possa vir a receber, disse Aécio em um pronunciamento, em Belo Horizonte, que não permitiu perguntas.

Ele vinha cobrando a direção do PSDB por uma decisão sobre a escolha do candidato à Presidência ainda este mês e indicava que poderia concorrer a uma vaga no Senado.

Serra defende que o partido tome uma posição apenas em março, na véspera da data para desincompatibilização dos cargos públicos.

Aécio, de 49 anos, foi deputado, presidiu a Câmara entre 2001 e 2002 e está no segundo mandato como governador de Minas Gerais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.