Aécio nega intenção de voltar à disputa presidencial

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, afirmou nesta quinta-feira que não cogita recolocar seu nome para a disputa presidencial no caso de seu colega paulista José Serra não vir a ser o candidato do PSDB.

Reuters |

"Isso não se cogita", respondeu Aécio ao ser perguntado se voltaria ao páreo no caso de desistência de Serra. "Esta questão não tem sido cogitada e eu sequer a cogito", afirmou.

"Quando deixo a disputa presidencial não faço isso para que isso volte lá na frente", afirmou Aécio a jornalistas após a inauguração da nova sede administrativa do governo mineiro, da qual participou também Serra, entre outras autoridades.

Aécio também voltou a descartar a disputa como candidato a vice, mas deixou uma porta aberta.

Durante seu discurso no evento, o público gritou, por várias vezes, "Aécio presidente". Perguntado sobre a pressão que sofria tanto popular como em seu partido para disputar a Presidência ou ser vice, respondeu falando sobre suas convicções, mas admitiu que poderia revê-las.

"O homem público que não resiste às pressões não merece fazer política. Sou um homem de convicções. Tenho as minhas e enquanto elas não se alterarem, eu sigo meu rumo. Se alguém, em determinado momento, me convencer do contrário, eu tenho que avaliar."

Para Aécio, sua opção natural é disputar uma cadeira no Senado. Ele aproveitou para demonstrar confiança na vitória de Serra, que ainda não assumiu publicamente sua pré-candidatura.

"Acredito que o governador Serra, no momento em que oficializar a sua candidatura, tem todas as condições de empreender um debate propositivo ao país e, com a sua história e trajetória, chegar à vitória", disse.

    Leia tudo sobre: eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG