mal entendido com FHC sobre prévias - Brasil - iG" /

Aécio diz ter resolvido mal entendido com FHC sobre prévias

BELO HORIZONTE (Reuters) - Pouco antes de viajar para o Recife onde encontrará o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), o governador mineiro, Aécio Neves, afirmou que resolveu algum mal entendido com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Na última semana, FHC havia criticado a campanha de Aécio pela realização de prévias para escolha do candidato do PSDB na eleição presidencial de 2010. O ex-presidente, que encontrou Aécio na sexta-feira em São Paulo, tem preferência por uma opção negociada dentro do partido.

Reuters |

"Tive a oportunidade de almoçar na última sexta-feira com o presidente Fernando Henrique. Superamos algum mal entendido. As coisas estão superadas", afirmou Aécio, que defendeu a resolução interna de qualquer divergência na legenda.

Aécio e FHC combinaram evitar expor publicamente as divisões partidárias.

"O que nós buscamos fazer é tirar um pouco essas nossas divergências da imprensa, tratá-las --é natural que elas existam-- internamente. Nós estamos num processo político, e é natural que não se controle todos os atos", completou.

Em meio à disputa pela indicação do PSDB para concorrer à sucessão presidencial, Aécio e Serra participam em Recife (PE) nesta noite do lançamento de livro sobre o ex-presidente Tancredo Neves de autoria do ex-ministro da Justiça Fernando Lyra. Também comparecem à posse do novo presidente do Instituto Teotônio Vilela de Pernambuco, órgão ligado ao PSDB. O encontro em local neutro é cercado de expectativa pela direção do PSDB.

O governador mineiro negou que haja um racha no PSDB por causa da indicação para disputar a Presidência e contou que teve contatos com caciques dos Democratas para saber se o partido manteria aliança com os tucanos independentemente do nome que concorra às eleições.

"Diferentemente daquilo que dava-se impressão anteriormente, eles (DEM) aguardarão que o PSDB defina o seu candidato. Pelo menos nas conversas que tiveram comigo, não manifestam preferência enquanto partido. É natural que individualmente cada um possa ter a sua (preferência)", afirmou.

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), que tem fortes ligações com Serra, que o apoiou na eleição para a capital, levou a cúpula do partido para um jantar no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, na semana passada.

(Reportagem de Marcelo Portela)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG