Aécio diz que PT faria ¿gesto de grandeza¿ em aliança com PSDB em Belo Horizonte

BRASÍLIA - O Governador de Minas Gerais, o tucano Aécio Neves, declarou nesta quarta-feira (23) que se a cúpula do PT permitir a aliança com o PSDB nas eleições municipais deste ano em Belo Horizonte estará fazendo ¿um gesto de grandeza¿. Para Aécio, diferentemente do que receia o comando petista, a coligação numa chapa local não iria interferir nos projetos de ambos os partidos nas eleições presidenciais de 2010.

Rodrigo Ledo ¿ Último Segundo/Santafé Idéias |

Aécio é um dos defensores da aliança entre petistas e tucanos em uma mesma chapa à prefeitura de Belo Horizonte, assim como o prefeito da capital, o petista Fernando Pimentel.

Nesta quinta-feira, a executiva nacional do PT decidirá se o partido poderá fazer a coligação, mas cardeais petistas já se pronunciaram contra a união, como o Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias.

O que existe em Belo Horizonte em construção é algo sintonizado com a vontade da maioria da população da capital, numa parceria em favor da cidade. O PSDB fez um gesto de grandeza (ao concordar com a aliança sem fornecer para a cabeça da chapa) e cabe ao PT dizer se quer o mesmo, se quer o melhor para a cidade ou uma bandeira partidária, afirmou o governador tucano.

Segundo Aécio é um equívoco fazer ilações entre a realidade local e as eleições de 2010, numa referencia a preocupação de lideranças petistas de que tucanos estariam aproveitando a aproximação das legendas em Belo Horizonte para divulgar a tese de que há uma identidade comum entre PT e PSDB que pode resultar numa coligação nas próximas eleições presidenciais, em 2010.

Leia mais sobre: Aécio Neves

    Leia tudo sobre: aécio neves

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG