O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), comentou hoje a ofensiva da coligação BH é Você (PCdoB-PRB) em torno da candidatura de Jô Moraes à prefeitura de Belo Horizonte contra sua participação nos programas de rádio e TV do candidato do PSB, Márcio Lacerda. Sem citar nomes, Aécio sugeriu que os adversários gastem menos energia com ações na Justiça Eleitoral.

"Há um certo exagero, uma superestimação da minha presença na campanha e da minha importância nessa campanha. Acho que gasta-se muita energia com esse tipo de ação e perde-se um grande espaço para apresentar propostas para a população", disse o governador.

Aécio Neves retornou hoje de um período de 15 dias de férias e participou de uma caminhada pela região central da capital mineira, ao lado de Lacerda e do prefeito Fernando Pimentel (PT). Aécio e Pimentel articularam a candidatura do socialista, que tem como candidato a vice o petista Roberto Carvalho. No entanto, o PSDB foi obrigado a apoiar apenas informalmente a coligação "Aliança por BH" (PT-PSB-PTB-PP-PR-PV-PMN-PSC-PSL-PTN-PTC-PRP) em razão de um veto do Diretório Nacional do PT.

Na semana passada, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) anulou a sentença primeira instância proferida pelo juiz Marcos Flávio Padula, da Comissão de Fiscalização da Propaganda Eleitoral de Belo Horizonte, que julgou legal a participação de Aécio no horário eleitoral de Lacerda. A anulação ocorreu porque o Ministério Público Eleitoral e Lacerda não foram ouvidos no processo - que será devolvido à comissão para que sejam cumpridos os trâmites legais e nova sentença seja proferida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.