Aécio condena ofensiva contra aparição na TV em BH

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), comentou hoje a ofensiva da coligação BH é Você (PCdoB-PRB) em torno da candidatura de Jô Moraes à prefeitura de Belo Horizonte contra sua participação nos programas de rádio e TV do candidato do PSB, Márcio Lacerda. Sem citar nomes, Aécio sugeriu que os adversários gastem menos energia com ações na Justiça Eleitoral.

Agência Estado |

"Há um certo exagero, uma superestimação da minha presença na campanha e da minha importância nessa campanha. Acho que gasta-se muita energia com esse tipo de ação e perde-se um grande espaço para apresentar propostas para a população", disse o governador.

Aécio Neves retornou hoje de um período de 15 dias de férias e participou de uma caminhada pela região central da capital mineira, ao lado de Lacerda e do prefeito Fernando Pimentel (PT). Aécio e Pimentel articularam a candidatura do socialista, que tem como candidato a vice o petista Roberto Carvalho. No entanto, o PSDB foi obrigado a apoiar apenas informalmente a coligação "Aliança por BH" (PT-PSB-PTB-PP-PR-PV-PMN-PSC-PSL-PTN-PTC-PRP) em razão de um veto do Diretório Nacional do PT.

Na semana passada, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) anulou a sentença primeira instância proferida pelo juiz Marcos Flávio Padula, da Comissão de Fiscalização da Propaganda Eleitoral de Belo Horizonte, que julgou legal a participação de Aécio no horário eleitoral de Lacerda. A anulação ocorreu porque o Ministério Público Eleitoral e Lacerda não foram ouvidos no processo - que será devolvido à comissão para que sejam cumpridos os trâmites legais e nova sentença seja proferida.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG