Passado o encontro entre lideranças do PSDB, anteontem, no Recife, em que se buscou amenizar o clima em torno das discussões sobre a eleição de 2010, o governador de Minas, Aécio Neves (MG), articula agenda de conversas com lideranças políticas nacionais, dando gás ao projeto de viajar pelo País. Depois de ter conversado com o PPS, na semana passada, o mineiro agendou para os próximos dias encontros com os líderes do DEM e do PP.

Aécio também pretende cumprir agenda no Ceará, provavelmente em abril, como parte das viagens que quer fazer pelo País. O encontro está sendo articulado com o ex-presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE).

Anteontem, Aécio e o governador de São Paulo, José Serra, também pré-candidato do partido ao Planalto, deram declarações públicas pacificadoras em torno da eleição de 2010. Em agenda comum no Recife, Serra reafirmou não ser contra as prévias, e Aécio disse ser positivo se o partido chegar a um acordo que evite a realização da consulta. “O contato entre os dois foi bom para afinar o discurso. O partido continua dizendo: se não houver consenso, melhor fazer prévias. Como não há acordo até agora, caminhamos para as prévias”, disse o secretário-geral do PSDB, deputado Rodrigo de Castro (MG).

Amanhã, Aécio se encontra com o presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ). Os dois estiveram juntos na última sexta-feira, em São Paulo, onde conversaram sobre o apoio do DEM à candidatura tucana, independentemente de quem for o candidato. Numa tentativa de mostrar imparcialidade, caciques do DEM visitam agora Aécio, após terem participado de jantar com Serra. Maia chegou a defender a candidatura de Serra, mas recuou depois das declarações causarem mal-estar entre os tucanos defensores de Aécio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.