O advogado aposentado Vicente Cavalcante de Souza, de 68 anos, foi morto hoje por dois cães fila que fugiram de uma chácara, em Araçariguama, a 52 quilômetros de São Paulo. Souza, gravemente ferido a dentadas, foi socorrido por vizinhos, mas não resistiu.

A sobrinha dele Suzana Barbarique afirmou que os mesmos cães o tinham atacado havia oito meses. "Queremos que alguém responda por essa morte brutal", disse.

Os filas estavam soltos no interior da propriedade, no bairro da Lagoa, zona rural, e escaparam por um buraco no alambrado. Souza, que morava numa casa vizinha, sofreu ataque quando se dirigia a um ponto de ônibus. Antes, os cachorros tinham brigado com outro cão, um rottweiler, que foi morto a dentadas. De acordo com a Polícia Civil, os responsáveis pelos animais responderão a processo por homicídio culposo - sem intenção de matar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.