O advogado José Roberto Marcondes, de 67 anos, dono do escritório Marcondes Advogados Associados, foi encontrado morto, por volta das 18h30 de ontem, dentro de um automóvel abandonado numa vala na altura do quilômetro 28 da pista sentido capital-interior da Rodovia Castelo Branco, no Jardim Belval, em Barueri, região oeste da Grande São Paulo. Policiais rodoviários de Araçariguama foram acionados e se dirigiram ao local.

Lá, encontraram Marcondes com um cinto amarrado ao pescoço. Os pulsos da vítima estavam cortados. Exames realizados no Instituto Médico Legal (IML) de Osasco constataram que ele foi morto com vários golpes de arma branca, provavelmente uma faca.

Marcondes teria sido sequestrado há uma semana em Santana de Parnaíba, cidade localizada na mesma região onde o advogado foi encontrado morto. O corpo dele foi liberado do IML no fim da noite de ontem e será sepultado às 17 horas no Cemitério do Araçá, na zona oeste de São Paulo. O assassinato foi registrado pela chefia de investigações do Distrito Policial (DP) de Barueri.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.