Advogado deixa cativeiro e morre de enfarte em São Paulo

SÃO PAULO - Um advogado que estava sequestrado há 17 dias conseguiu deixar o cativeiro na madrugada desta quarta-feira e morreu de enfarte. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Ademar Porventura Michels, de 60 anos, pai do vereador Lauro Michels (PSDB), de Diadema, foi encontrado por volta das 6 horas no bairro Alto de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

Agência Estado |

Ele estava passando mal e pediu ajuda a um guarda noturno às 2 horas. O vigilante e um motorista que estavam no local ligaram para a Polícia Militar e ficaram aguardando a chegada de uma equipe. O advogado, no entanto, morreu de enfarte antes de a polícia chegar.

Ainda não há informação se a vítima foi liberada ou conseguiu fugir do cativeiro. O corpo de Michels foi liberado do Instituto Médico-Legal (IML) no final da manhã. A polícia vai investigar o caso. Ele havia sido abordado por dois homens no último dia 27 de abril, quando chegava em seu escritório, em Diadema, no Grande ABC paulista.

Leia mais sobre: sequestro

    Leia tudo sobre: seqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG