Advogada é morta a tiros na Grande São Paulo

Uma advogada morreu baleada na noite de quarta-feira, na Estrada da Roseira, em Mairiporã, na Grande São Paulo

AE |

selo

Uma advogada morreu baleada na noite de quarta-feira, na Estrada da Roseira, em Mairiporã, na Grande São Paulo. Adriana Souza dos Reis, de 33 anos, estava acompanhada de um vendedor de 40 anos, que não teve o nome identificado, quando o carro foi atingido por vários disparos.

Ambos foram levados ao Hospital Nossa Senhora do Desterro, mas a advogada não resistiu aos ferimentos. O vendedor continua internado. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a Polícia Militar encontrou após às 21 horas um carro abandonado na estrada com duas pessoa baleadas dentro.

O vendedor disse à polícia que Adriana recebeu a ligação de um cliente que pediu para encontrá-la em Mairiporã. O homem decidiu acompanhar a advogada e os dois foram para o endereço combinado. Ao chegarem, dois homens que desceram de um carro pediram para que Adriana e o vendedor os seguissem até o local onde ocorreria o encontro.

Depois, os suspeitos pararam na estrada, desceram do veículo e efetuaram vários disparos contra a advogada e o vendedor. Em seguida, os homens fugiram. Ninguém foi preso. A polícia pediu perícia para o local e exame necroscópico no corpo da vítima. A ocorrência foi registrada no Distrito Policial de Mairiporã.

    Leia tudo sobre: NACIONAL-GERAL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG