Adversários de José Sarney culpam Lula por crise no Senado

BRASÍLIA - O senador Pedro Simon (PMDB-RS) disse nesta sexta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é responsável pela crise no Senado. De acordo com ele, não fosse a atuação do petista, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não teria sequer se candidatado.

Severino Motta, repórter em Brasília |

Simon imputou o apoio do Palácio a Sarney à tentativa de selar uma aliança entre os partidos para as eleições de 2010.

O chefe, o comandante, é o presidente Lula, ele foi o responsável. Se não tivesse Lula o Sarney não seria o candidato e o Sarney teria ido pra Casa, disse.

Simon ainda tentou ironizar a tática do governo de sustentar Sarney para selar a aliança do partido com o PT. A foto que a oposição vai usar na campanha vai ser Lula ao lado do Collor, Sarney, Renan e Dilma.

Mais cedo, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) também criticou as ações do Palácio. Há conexões entre as ações daqui e do Palácio do Planalto, há participação ativa do governo nisso tudo, a questão eleitoral teve peso. A conquista pelo PMDB, a tentativa de mantê-lo com Dilma, ele interferiu sempre. Desde a eleição até a mantê-lo na presidência durante a crise.

Leia também:


Leia mais sobre: crise no Senado

    Leia tudo sobre: sarneysenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG